Τρίτη, 22 Οκτωβρίου 2013

Σκηνές από τις 7 Σεπτεμβρίου 2013, σε πόλεις του Ρίο ντε Τζανέιρο και το Σάο Πάολο.


Baby, Eu Sou Um Anarquista!

Através dos melhores momentos,
Através dos piores momentos,
Através de Nixon e de Bush,
Você lembra de 1936?
Quando seguimos nossos caminhos separados.
Você lutou por Stalin
Eu lutei por liberdade
Você acreditava na autoridade
Eu acreditava em mim mesmo
Eu era um coquetel Molotov
Você era Dom Perignon
Baby, o que é esse olhar tão confuso em seus olhos?
O que estou tentando dizer é que
Eu queimava edificios
Enquanto você Sentava em uma prateleira dentro deles
Você avisava a policia
Sobre os saqueadores e os atiradores de tortas
Eles chamam isso de guerra de classes
Eu chamo de conspiradores
Porque Baby, eu sou um anarquista,
Você é uma covarde liberal
Nos marchamos juntos pela jornada de 8 horas
E de mãos dadas pelas ruas de Seattle
Mas quando chegou a hora de jogar tijolos
Nas janelas da Starbucks
Você me deixou sozinho
Você olhava com admiração o vermelho,
O branco e o azul do 4 de julho
Enquanto os fogos de artificio explodiam
Eu estava ficando louco
E amarrando minha bandeira negra no alto
Comendo os amendoins
Que as partes tinham jogado em você
No banco de trás do novo Ford de seu pai
Você acredita na votação
Acredita na reforma
Você tem fé no elefante e no jackass,
E para você,solidariedade é uma palavra de quatro letras
Todos somos hipocritas,
Mas você é uma patriota
Você achou que eu estava brincando
Quando eu gritava “kill Whitey!”
Com todos os meus pulmões
Aos policias em seus carros
E aos homens de terno
Não, eu não vou pegar sua mão
E casar com o estado
Porque Baby, eu sou um anarquista,
Você é uma covarde liberal
Nos marchamos juntos pela jornada de 8 horas
E de mãos dadas pelas ruas de Seattle
Mas quando chegou a hora de jogar tijolos
Nas janelas da Starbucks
Você me deixou sozinho…
bbb black block brasil
“Baby, I’m An Anarchist!”
Through the best of times,
Through the worst of times,
Through Nixon and through Bush,
Do you remember ’36?
We went our seperate ways.
You fought for Stalin.
I fought for freedom.
You believe in authority.
I believe in myself.
I’m a molotov cocktail.
You’re Dom Perignon.
Baby, what’s that confused look in your eyes?
What I’m trying to say is that
I burn down buildings
While you sit on a shelf inside of them.
You call the cops
On the looters and piethrowers.
They call it class war,
I call it co-conspirators.’Cause baby, I’m an anarchist,
You’re a spineless liberal.
We marched together for the eight-hour day
And held hands in the streets of Seattle,
But when it came time to throw bricks
Through that Starbucks window,
You left me all alone.
You watched in awe at the red,
White, and blue on the fourth of july.
While those fireworks were exploding,
I was burning that fucker
And stringing my black flag high,
Eating the peanuts
That the parties have tossed you
In the back seat of your father’s new Ford.
You believe in the ballot,
Believe in reform.
You have faith in the elephant and jackass,
And to you, solidarity’s a four-letter word.
We’re all hypocrites,
But you’re a patriot.
You thought I was only joking
When I screamed “Kill Whitey!”
At the top of my lungs
At the cops in their cars
And the men in their suits.
No, I won’t take your hand
And marry the State.
‘Cause baby, I’m an anarchist,
You’re a spineless liberal.
We marched together for the eight-hour day
And held hands in the streets of Seattle,
But when it came time to throw bricks
Through that Starbucks window,
You left me all alone.

Δεν υπάρχουν σχόλια:

Δημοσίευση σχολίου